http://img198.imageshack.us/img198/4919/ga5.gif

Translate

Barra de Vídeo

Loading...

0

Textura

Inicialmente, cada pessoa deve estar atenta à escolha da textura do protetor solar a ser utilizado. As opções mais recorrentes são creme, gel e spray – existindo ainda outras alternativas.
O gel, por exemplo, é indicado para quem tem a pele oleosa, ao mesmo tempo que pode ser prejudicial àqueles que têm pele seca ou ressecada.

FPS

O FPS, ou seja, o fator do produto, é utilizado para exemplificar o tamanho da proteção que ele exercerá em comparação a uma proteção inexistente. No Brasil, os fatores 15 e 30 são os mais comuns.
Pessoas mais claras, entretanto, necessitam de fatores maiores, capazes de proteger mais: “Caso a pessoa seja muito clara, muito sensível ao sol ou já teve câncer de pele, o ideal é o FPS 60”, destaca Érica Monteiro, dermatologista do Instituto Protetores da Pele.

Quantidade

Antes de passar o protetor solar no corpo, é importante refletir sobre a quantidade a ser aplicada. A dermatologista Érica Monteiro exemplifica também esta dica: “Passando a quantidade correta de protetor solar, você estará protegido com o FPS indicado na embalagem. Caso contrário, a proteção será diminuída”.

Aplicação e reaplicação

Escolhida a textura e o fator do produto, é hora de partir para a aplicação inicial. Toda vez que a pessoa for se expor demasiadamente ao sol, a primeira etapa deve ser seguida corretamente, a fim de evitar a ineficiência do protetor.
A primeira aplicação, assim, é a única capaz de criar uma camada de proteção homogênea na pele. Deve ser feita, portanto, sem roupas, com a pele limpa e sem transpiração.
Isso porque a roupa de banho pode mudar de posição, expondo regiões ainda não protegidas, e a transpiração pode ocasionar em aplicação com intensidades diferentes.

Cuidados extras

Você pode optar por proteções extras quanto aos raios de sol. Escolha chapéus e roupais que ajudem a proteger o corpo, bem como escolha horários próprios à exposição solar.
O Conselho Brasileiro de Fotoproteção indica que os horários ideais são anteriores às 9h e posteriores às 15h.
Para cuidados e indicações mais específicas, consulte um dermatologista periodicamente.

0 comentários:

Enviar um comentário